Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2068
Título: Análise da gestão de resíduos sólidos urbanos em municípios do cone sul de Rondônia
Autores: Alves, Daniely Batista
Silveira, Ene Glória da
Palavras-chave: Resíduos sólidos Urbanos
Aterro Sanitário
Política Nacional de Resíduos Sólidos
Data de publicação: 2016
Citação: ALVES, Daniely Batista. Análise da gestão de resíduos sólidos urbanos em municípios do cone sul de Rondônia. Dissertação ( Mestrado) Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (PGDRA) Fundação Universidade Federal de Rondônia-UNIR. 62f. Porto Velho, 2016
Resumo: Há muito se discute, com maior ou menor intensidade, a destinação dos resíduos gerados nos centros urbanos. No Brasil, em 2008 segundo o IBGE ainda se tinha 50,8% dos resíduos sólidos sendo descartados em vazadouros a céu aberto, 22,5% em aterros controlados e 27,7% em aterros sanitários. Um marco histórico na gestão ambiental brasileira foi a instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída pela Lei Federal Brasileira no 12. 305 em agosto de 2010, a mesma estabelece prazos e limites para algumas ações, entre elas a eliminação de lixões e a destinação final adequada dos rejeitos até 2014, e estabelece a gestão dos resíduos como de responsabilidade do Estado, mercado e sociedade. Diante deste contexto, o estudo teve como principal objetivo analisar a gestão dos resíduos sólidos urbanos em cinco municípios que fazem parte do Cone Sul do estado de Rondônia (Vilhena, Colorado do Oeste, Cabixi, Cerejeiras e Pimenteiras do Oeste), descrevendo as formas de disposição final, a existência de programas de coleta seletiva e os problemas enfrentados para o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Para levantamento das informações necessárias utilizou-se metodologia de ordem primária e secundária, os instrumentos de coleta foram a entrevista aberta e pesquisa de campo e para a análise dos dados coletados foram utilizados métodos quantitativos e qualitativos, representados através de estatística simples em gráficos e tabelas. Os resultados obtidos mostraram que os cinco municípios pesquisados apresentam semelhanças em relação à gestão de resíduos sólidos Urbanos. Apesar de todos terem seus planos municipais de gestão de resíduos Sólidos elaborados, as ações para implementação dos mesmos ainda são tímidas, todos os municípios demonstraram enfrentar dificuldades relacionadas ao cumprimento dos prazos estabelecidos pela Lei, principalmente em relação à capacitação técnica, a recursos financeiros e a sensibilização ambiental da população. Quando tratamos da destinação ambientalmente adequada apenas dois dos municípios analisados destinam seus resíduos à um aterro sanitário, Vilhena e Pimenteiras do Oeste. Verificou-se ainda a falta de um sistema consistente e padronizado de coleta de dados relacionados a composição e quantidade de resíduos sólidos. Dessa forma torna-se necessária uma reestruturação das instâncias responsáveis pelo tema dos Resíduos sólidos no Brasil, para que seja possível atingir as metas estabelecidas na legislação e haja continuidade nas ações implementadas.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentado junto ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Área de Concentração em Desenvolvimento Sustentável e Diagnóstico Ambiental, para obtenção do Título de Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Orientador: Ene Glória da Silveira
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2068
Aparece nas coleções:PGDRA/PVH - Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação mestrado Daniely Batista Alves.pdf1,49 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.