Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://hdl.handle.net/123456789/971
Título: Desenvolvimento zootécnico de juvenis de tambaqui submetidos a diferentes densidades de estocagens
Autores: Peixoto, Danieli Naomi de Souza Sales
Palavras-chave: Piscicultura
Recria
Densidade de estocagem
Data de publicação: 2016
Citação: PEIXOTO, Danieli N. S. S. Desenvolvimento zootécnico de juvenis de tambaqui submetidos a diferentes densidades de estocagens. 2016. 30 f. Monografia (Bacharelado em Engenharia de Pesca) - Fundação Universidade Federal de Rondônia, Presidente Médici, 2016.
Resumo: O presente estudo confrontou as principais densidades de estocagem utilizadas atualmente pelos criadores de tambaqui (Colossoma macropomum) do município de Presidente Médici (Rondônia, Brasil), para verificar a influência destas, nos parâmetros de crescimento da espécie, no atual sistema de produção. Para tal, foi avaliado no período de maio a junho de 2014, um total de 1.800 exemplares de tambaqui, de seu período de recria até a fase de engorda. Durante o estudo, os peixes foram agrupados em quatro tratamentos com densidades de 60, 80, 100 e 120 indivíduos e cinco repetições que foram posteriormente distribuídos aleatoriamente em 20 tanques de 10 m2. Os peixes foram alimentados diariamente três vezes, com ração extrusada a 36% de proteína bruta. Paralelamente, em intervalos de sete dias, os valores físico-químicos da água foram avaliados e em seguida realizados os procedimentos relacionados a biometria dos indivíduos, valores de peso e comprimento furcal foram mensurados durante este processo, este ultimo para os cálculos de biomassa e conversão alimentar aparente. As variáveis limnológicas, quando analisadas estatisticamente entre os tratamentos, não diferiram significativamente (p>0,05) homogeneizando os parâmetros do ambiente de cultivo. Do mesmo modo, não foram significantes as diferenças entre as variáveis de crescimento dos grupos analisados. No entanto, verificou-se que a densidade de 12 peixes/m2 apresentou maior biomassa (2,35 ± 0,25 kg.m-2, indicando ser esta a mais recomendada para a recria de juvenis de tambaqui.
Descrição: Monografia apresentada ao Departamento de Engenharia de Pesca da Universidade Federal de Rondônia – UNIR, como parte dos requisitos para obtenção do título em Engenheira de Pesca. Orientador: Prof. Dr. Raniere Garcez Costa Sousa.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/971
Aparece nas coleções:DEPESCA/PM. Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PEIXOTO, Danieli N. S. S..pdfPEIXOTO, Danieli N. S. S.917,48 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.